Hub Plural | blog | 5 dicas para delegar tarefas de forma assertiva

blog

5 dicas para delegar tarefas de forma assertiva

Se tem uma coisa que todo líder precisa aprender desde cedo é que não dá para abraçar o mundo. Não importa o quanto a gente tente, simplesmente não tem como. E dessa lição surge a necessidade do desenvolvimento de uma habilidade essencial para qualquer gestor: a delegação de tarefas.

 

Ela traz muitos benefícios tanto para os líderes quanto para os colaboradores, pois é uma ótima ferramenta de organização de tempo e carga de trabalho. Delegar funções faz com que a produtividade de cada profissional seja maximizada e os resultados sejam otimizados.

 

Quando ela é utilizada da maneira certa, além de gerar os benefícios citados acima, também é capaz de ajudar os colaboradores a desenvolverem habilidades específicas e de identificar quais obtiveram os melhores desempenhos.

delegar tarefas

No entanto, nem todos os líderes são bons em delegar tarefas e funções. Se este é o seu caso, não se preocupe. Separamos 5 dicas para te ajudar nessa missão. Confira:

 

1 – Desapegar é preciso

Como dissemos no início do texto, não conseguimos abraçar o mundo. Então, é essencial que você desapegue de certas tarefas, pois não conseguirá dar conta de tudo sozinho. Sim, sabemos que você acha que é o único capaz de fazer determinada coisa com qualidade, mas, salvas raras exceções, isso não é verdade.

 

O primeiro passo para isso é identificar por que você ainda não está delegando as funções e tarefas. Será que é o medo de o colaborador não fazer a atividade com qualidade? Ou será que você acha que ele não conseguirá entregá-la no prazo? Será que você acha que ele não dará conta e você terá que fazê-la de qualquer forma?

 

Após identificar a razão, você precisa se esforçar para superá-la. Comece delegando tarefas menores, de pouco risco. Dessa forma, você irá perdendo o medo aos poucos e passará a confiar cada vez mais em seus colaboradores.

delegar funções

2 – Escolha bem

Para delegar bem, você precisa delegar certo. Escolha os profissionais que possuem as habilidades necessárias para a execução da tarefa e que sejam capazes de fazê-la sem ajuda. Além disso, analise bem a pauta de cada um dos seus colaboradores. Não é porque alguém é capaz de fazer algo que ele está sempre disponível para isso. Busque profissionais capacitados e que estejam “livres” para sua atividade.

 

3 – Explique o que você quer

Delegar não é o suficiente, você precisa explicar com detalhes quais são suas expectativas para o resultado final da tarefa. Além disso, é essencial que você deixe bem claro qual é o prazo final para sua entrega. Também é importante fazer um check-in pelo menos uma vez antes do prazo final da tarefa. Assim, caso seja necessário fazer algum tipo de ajuste, o colaborador terá tempo o suficiente para isso.

delegar

4 – Confie em sua equipe

Confiar em um colaborador envolve muito mais do que apenas delegar uma tarefa a ele, é essencial que você conceda a ele autoridade para assumir a propriedade total da sua execução. Você precisa confiar que ele irá concluí-la corretamente e no prazo que foi estabelecido. Também é importante deixá-lo à vontade, é claro que você pode conferir de vez em quando como está o andamento da tarefa, mas fazer isso com uma frequência muito alta é bastante incômodo.

 

5 – Revise tudo

Por mais que você confie em cada membro da sua equipe que ficou responsável por cada etapa do processo, todos nós somos humanos e estamos sujeitos a falhas. Então, antes de definir como encerrada a atividade, revise tudo com atenção. Caso haja alguma falha, não tome a frente para consertá-la, solicite que o responsável faça os ajustes necessários. É claro que você pode ajudá-lo, mas responsabilizá-lo pelo processo é essencial para que em outra ocasião a probabilidade do mesmo erro acontecer seja menor.

 

Curtiu o conteúdo? Compartilhe com seus amigos e continue acompanhando nosso blog!

 

veja também: