Hub Plural | blog | como lidar com a síndrome do impostor

blog

Como lidar com a síndrome do impostor

Você já se sentiu incapaz de executar alguma função corriqueira do seu trabalho? Já sentiu muito medo de cometer algum erro ou sentiu que não é merecedor de tudo o que alcançou? Isso acontece bastante, muita gente começa a se questionar se chegou onde chegou por sorte, por ajuda de alguém ou qualquer outra coisa, todos fatores entram na equação, menos o mérito.

Nesses casos, é possível até que essas pessoas tenham dificuldade em aceitar elogios ou em ser parabenizadas por um trabalho que foi bem executado. Se isso ocorre com você, é bem provável que esteja sofrendo da síndrome do impostor.

Mas que danado é a síndrome do impostor?

A síndrome do impostor nada mais é do que um sentimento de não merecimento, é uma dúvida sobre si próprio que aparece quando a gente não consegue valorizar nossos talentos e qualificações. Como foi dito no início do texto, é uma ideia de que você chegou onde está por qualquer motivo, menos por merecimento. E isso pode acontecer conosco em qualquer momento da nossa vida.

síndrome do impostor

Alguns estudos já chegaram à conclusão de que a síndrome do impostor tem maior incidência em determinadas etnias e gêneros, mas esse não é o ponto da nossa conversa. A ideia aqui é dar algumas dicas para que você possa lidar melhor com esse problema.

 

Complicações

Embora a síndrome do impostor não seja considerada um diagnóstico oficial no manual da Associação Psiquiátrica dos Estados Unidos, ela pode prejudicar muito nossa carreira. Ela pode ser, inclusive, a porta de entrada para outros transtornos como a ansiedade e a depressão.

Além disso, esse problema é um grande limitador, pois impede que a gente consiga alcançar nosso potencial completo. Por exemplo, uma grande oportunidade de emprego, num grande cargo, pode acabar surgindo e, por conta da síndrome do impostor, a gente pode acabar se autossabotando, acreditando que não somos capazes ou merecedores de assumir tal cargo. E acredite: isso é bastante comum.

Mas, afinal, o que pode ser feito para vencer a síndrome do impostor? Vamos descobrir agora!

 

Registre suas conquistas

Uma ótima maneira de te lembrar e fixar na sua mente que você é merecedor de tudo o que conquistou, é anotar em algum lugar as suas vitórias, prêmios e realizações. Pode ser num diário, numa cartolina, no espelho do banheiro, em qualquer lugar, o importante é que seja num lugar visto regularmente. Quando a dúvida bater, é só ir lá e revisitar o rastro das suas conquistas.

escrever

Fale

Falar sobre a síndrome do impostor com alguém ajuda bastante. Não precisa ser um profissional, você pode conversar com um amigo ou um familiar. Além disso, crie o hábito de falar sobre suas conquistas com confiança e conforto. Quando falamos algo em voz alta, gravamos aquela ideia com mais facilidade em nossa mente.

 

Desafie-se, mas seja gentil

Todo mundo em algum momento da vida comete algum erro. Profissionais experientes também ficam ansiosos e com medo de falhar, isso é normal. Quando isso acontecer, desafie sua mente a não ligar esses fatos ao fracasso, mas sim a uma banalidade.

Além disso, fale consigo mesmo do jeito que falaria com um amigo. Nós costumamos ser mais cuidadosos e gentis com os outros do que com nós mesmos. Não seja duro demais com você, não se cobre demais.

 

Lembre-se do que você fez

Quando você duvidar do seu merecimento com relação às suas conquistas, relembre todo o caminho que percorreu para alcançar o que alcançou. Revisite todos os passos que você deu e que confirmam que você é merecedor das suas conquistas. Estamos em constante batalha com nós mesmos, por isso precisamos quebrar esse ciclo de pensamentos negativos e assumir as rédeas da situação.

you can do it

Sonhe alto

Faça uma lista das coisas que você deseja conquistar. Sinta-se livre para colocar coisas grandes, você é capaz de qualquer coisa, desde que acredite nisso. Em seguida, identifique os medos que te impedem de alcançar o que você quer. Após identificá-los, busque argumentos que eliminem esses medos. Tem medo de fracassar? Todos têm, porém, o que irá te diferir dos outros é a capacidade de agir diante do medo. É o famoso “vai com medo mesmo”.

Ah, a cada conquista, lembre-se de registrá-las lá naquele lugar que falamos lá em cima, que pode ser um diário, uma cartolina, um espelho, enfim… no seu “diário” de conquistas. Feito isso, é só repetir em loop todas nossas dicas. Se fizer isso, com certeza a incidência desse tipo de pensamento irá diminuir com o tempo.

 

E aí, gostou do conteúdo? Compartilhe com algum amigo que tá precisando ler essas dicas e continue acompanhando nosso blog.

 

veja também: