Por que empresas com lideranças femininas lucram mais?

blog

Por que empresas com lideranças femininas lucram mais?

Uma pergunta de ouro, sabemos. Mas se você parar para pensar bem, rapidamente vai saber a resposta. Imagine um lugar com dezenas de pessoas semelhantes, que tiveram uma formação parecida, que compartilham hábitos e gostos em comum. É esperado que essas pessoas pensem de maneira parecida.

Agora faça o exercício oposto e imagine um local diverso, com pessoas que têm trajetórias diferentes, gostos diferentes, aspirações diferentes… Essas pessoas certamente também enxergam o mundo e pensam de modo diferente. É daí que nasce a inovação.

Uma pesquisa feita pela McKinsey & Company, especialista em consultoria empresarial, analisou dados de 1007 companhias em 12 países. Os resultados reforçam a ligação entre diversidade e desempenho financeiro das empresas.

O estudo analisou a diversidade a partir da identidade de gênero, etnia e cultura. O levantamento mostrou que as empresas com baixo percentual de diversidade — em qualquer uma das categorias — têm um desempenho quase 30% abaixo da média quando comparado a outras empresas do mesmo segmento.

O conjunto de dados analisados mostra também que a diversidade de gênero tem se tornado ainda mais relevante a cada ano

Em 2014 as equipes com mais diversidade de gênero nas lideranças tinham 15% mais probabilidade de obter lucro acima da média. Em 2017 esse número saltou para 21%.

Dados da Organização Internacional do Trabalho também reforçam que a presença de mulheres nas lideranças é sinônimo de mais lucratividade. Das 13 mil empresas entrevistadas em 70 países, 75% afirmaram que iniciativas em favor da diversidade de gênero contribuíram para aumentar a lucratividade dos negócios.

 

Acorda, mercado

Mesmo com todos esses indicativos, o mercado brasileiro parece não reagir. No país as mulheres estão em apenas 38% dos cargos de liderança, ficando atrás da África do Sul (42%), da Turquia (40%) e das Filipinas (39%).

Por aqui, temos orgulho de dizer que estamos afinados com a diversidade e não somente por uma questão de lucratividade, mas por entender que mulheres e homens podem e devem desempenhar os mesmos cargos, com a mesma capacidade. Todas as unidades do Hub Plural são gerenciadas por mulheres. Além disso, elas são maioria em diversos setores como o financeiro, por exemplo.

Um mundo mais plural tem mais mulheres em postos de trabalho e cargos de liderança. Aposte nessa ideia!