Hub Plural | blog | MEI ou ME? entenda as diferenças e escolha o melhor

blog

MEI ou ME? Entenda as diferenças e escolha o melhor para sua necessidade

Viu essas duas siglas por aí e ficou meio perdido? Calma, calma, a gente te ajuda. Neste artigo, vamos te mostrar as diferenças entre o Microempreendedor Individual e a Microempresa. Além disso, você irá descobrir em qual deles seu negócio se enquadra.

Antes de tudo, é importante entender que existem várias maneiras de empreender e trabalhar por conta própria em nosso país. E, de verdade, não se preocupe se você não sabe qual é a categoria que melhor se encaixa com o seu negócio. É absolutamente normal ter esse tipo de dúvida.

mei  x me

No entanto, é importante ter consciência de que, se você tem planos maiores para sua empresa, é importante procurar se informar e se manter atualizado constantemente.

Mas, enfim, vamos entender quais as diferenças entre MEI e ME?

O que é e como funciona o MEI?

Quando uma pessoa é MEI, ela atua por conta própria e regulariza sua situação como pequeno empresário. No entanto, para ser um MEI, você precisa ter um faturamento anual de no máximo R$ 81 mil, além de não ter participação em nenhuma outra empresa como sócio ou como titular.

Dentre as vantagens de se tornar MEI, está o fato de você ser registrado no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas. Ou seja, ao se tornar um MEI, você adquire um CNPJ.

“Mas em que danado isso me ajuda?”, você pode pensar. Bom, ter um CNPJ possibilita que você emita notas fiscais, além de ter uma facilidade muito maior de abrir conta bancária e ser aprovado em pedidos de empréstimos.

cadastro mei

Ah, também vale destacar que o MEI é inserido no Simples Nacional, tendo uma redução tributária, além de ter um sistema de recolhimento único. Outra vantagem interessante é que o Microempreendedor Individual pode ser isento do Imposto de Renda, não tendo a necessidade de recolher PIS, Cofins, IPI e CSLL.

É de graça?

Para que o MEI contribua e se mantenha regularizado, ele precisa pagar um valor fixo mensalmente, que irá variar de acordo com a sua categoria:

– Comércio ou indústria: R$ 50,90

– Prestação de serviços: R$ 54,90

– Comércio e serviços: R$ 55,90

Este valor fixo é destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. E para quem tem dúvida para que serve essa contribuição, ela gera benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença e aposentadoria, entre outras coisas.

MEI

Por mais que se tornar MEI seja fácil, é importante saber que nem todas as atividades se enquadram no modelo. Para saber se o seu negócio se encaixa como Microempreendedor Individual, acesse o Portal do Empreendedor e saiba mais.

O que é e como funciona a ME?

Mesmo os dois sendo “micro”, eles não são a mesma coisa. Quando o assunto é faturamento, a Microempresa possui uma estrutura bem mais desenvolvida do que um MEI. Enquanto o Microempreendedor Individual pode faturar até R$ 81 mil por ano, a ME pode chegar até R$ 360 mil.

Para formalizar o seu negócio como uma Microempresa, você precisa fazer um contrato social registrado na Junta Comercial.

Ah, é importante saber também que com sua ME você pode optar pelos regimes do Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido. É claro que a melhor opção vai depender do tipo e da estrutura do negócio.

Microempresa

Se a Microempresa escolher o Simples Nacional, o recolhimento de impostos será realizado de maneira única, englobando todos os tributos federais. O valor deve ser calculado com base na tabela do Simples Nacional, levando em conta a receita da empresa nos últimos 12 meses.

Dúvidas esclarecidas? Analise a estrutura do seu negócio, principalmente a questão do faturamento anual e escolha a melhor opção para você. Caso você tenha mais alguma dúvida sobre o assunto, deixe um comentário 🙂

 

veja também: