A sua ideia de sucesso pertence a você?

blog

A sua ideia de sucesso pertence a você?

Você sabe verdadeiramente o que é sucesso para você? Pensar nisso pode mudar tudo, inclusive a direção do teu destino, o teu cotidiano, o modo de viver a vida. Pensar nisso com calma te faz avaliar a rota, seja para confirmar as certezas e seguir adiante ou para recalcular o caminho.

O empreendedor, escritor de best sellers e palestrante americano Jim Rohn costumava dizer que “Se você não tiver o seu próprio plano de vida, é provável que acabe seguindo o plano de outra pessoa”. É por isso que tanta gente se sente insatisfeita e frustrada quando finalmente consegue o que passou anos almejando, porque no final das contas aquele objetivo não era verdadeiramente coerente com o significado de sucesso para ela.

Para o dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, sucesso é ter bom resultado. Agora de que forma você quer ter esse bom resultado, somente você pode dizer. É por isso que o caminho certo para o sucesso exige, antes de tudo, ter consciência dos seus desejos reais. Como você quer estar daqui a 5 anos? E daqui a 10 anos? O que você gostaria de estar fazendo, como você gostaria que fosse o seu cotidiano, quais são os seus sonhos e desejos? É daí que vai começar a sua trajetória de sucesso. E ninguém pode tirar isso de você. Tá aí dentro. Basta olhar.

Como traçar a rota para o sucesso?

No clássico livro “A lei do triunfo”, do filósofo Napoleon Hill, o sucesso é definido como a realização progressiva de um objetivo relacionado a um propósito. 

Quando conectamos objetivo de vida à propósito, o nosso objetivo deixa de ser um mero check a ser dado e passa a fazer sentido, preenchendo um sentimento de bem estar e satisfação com o que estamos fazendo.

Agora que você sabe como identificar um objetivo conectado a um propósito, trace metas para que o seu plano se realize. Não importa se isso vai levar 10 meses ou 10 anos, o que importa é reconhecer as vitórias no caminho e se manter firme no seu propósito. Porque, como costumava dizer Hill em suas palestras: “tudo o que a mente pode conceber, ela pode realizar”.